segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

O Luto e as Datas Comemorativas

 
 
 
O LUTO E AS DATAS COMEMORATIVAS
 
 
 
 
 
 
"Uma benção receber amor. Mas quando a gente dói, a gente precisa saber formas de cuidar da própria dor, com o jeito carinhoso com que gostaríamos de ser cuidados pelos outros, com a delicadeza com que cuidamos de outras pessoas. A gente precisa se ter, antes de tudo. O beijo precisa começar em nós".  Ana Jácomo
 
 
  
Especialmente nas datas comemorativas de fim de ano, quando as famílias se confraternizam, se aproximam e trocam manifestações de carinho, fraternidade e amor é que as perdas de entes queridos mais tocam as pessoas em processo de luto. Saber e aceitar que não há mais como vivenciar estes momentos com um querido que morreu é tarefa das mais difíceis no processo de luto, porém é necessário que se passe por este período de Natal e Ano Novo em que os sentimentos e as emoções estão exaltadas, para que a nova realidade - a ausência do ente querido que morreu - seja  aceita e que se possa caminhar em busca de um novo olhar para a vida e para as pessoas que fazem parte da  história de cada um.
 
Buscar na vivência e no  íntimo de cada pessoa o conteúdo para lidar com a falta é essencial para que se estabeleça um novo olhar e um novo lugar para quem se foi. Refletir sobre esta fase do ano e sobre o processo de luto, espelhar-se no ente que partiu e até meditar são exercícios saudáveis e essenciais para a superação das dificuldades e renovação de valores.
 
Que neste Natal e Ano Novo cada um se beije em primeiro lugar e assim sinta cada pessoa que ama nesse toque especial, esteja ela próxima ou já tenha partido.